Disponível em: English (Inglês) | Français (Francês) | Português | Español (Espanhol) |

A maior crise que a igreja evangélica global encara hoje é a falta de treinamento formal e o treinamento teológico inadequado de pastores, missionários e líderes leigos.

5%

dos pastores e padres de todas as tradições cristãs mundiais possuem treinamento teológico formal


90%

de todos os pastores somente recebeu educação teológica informal ou não formal

Um instituto de pesquisa renomado e bem estabelecido afirmou recentemente que cerca de apenas 5% dos pastores e padres de todas as tradições cristãs mundiais possuem treinamento teológico formal com um diploma de teologia reconhecido oficialmente.[1] Bem mais de 90% de todos os pastores somente recebeu educação teológica informal ou não formal[2] de alguma forma ou de outra. Muitos não receberam treinamento algum.

Oferta e procura

Há institutos bíblicos, escolas de missões, programas de treinamento de líderes, cursos online e institutos de treinamento pastoral internacionais em quase todos os países. Um estudo nas Filipinas lista mais de 370 programas de treinamento oficiais. No entanto, há centenas mais.[3] Todas as agências missionárias ou organizações cristãs possuem seu próprio programa de treinamento, assim como a maioria das megaigrejas. A cada dia, surgem mais programas de treinamento. Estimo que globalmente há, pelo menos, 40 mil programas de treinamento teológico formais ou não formais.

Em alguns casos, pediu-se a seminários teológicos com programas formais que ajudassem com programas de treinamento informais e não formais.[4] Existem diversos programas de treinamento teológico informais excelentes para pastores; são conhecidos como “pastor treinando pastores”, uma iniciativa lançada pela RREACH. Esta organização realizou um congresso mundial de proclamação para “líderes pastores” na Tailândia.[5]

A GACX, uma aliança global de multiplicadores de igrejas, formada por 100 agências de planejamento de missões, prevê um crescimento global de diversos milhões de igrejas novas na próxima década.[6] E, mais uma vez, centenas de milhares de novos pastores/líderes serão necessários. Os seminários[7] já estabelecidos jamais conseguiriam suprir a demanda, e milhares de iniciativas de treinamento teológico precisarão ser criadas.

Seria melhor se todos os programas de treinamento informais para líderes evangélicos de igrejas tivessem diretrizes e critérios claros reconhecidos mundialmente, com foco em resultados baseados na Bíblia.

Critérios bíblicos são essenciais

Enquanto a educação teológica formal possui programa, currículo, provas, diplomas e processos de credenciamento formais, os milhares de programas informais não têm nada do tipo; não possuem regras delineadas, padrões, nem uma exigência de resultados que poderiam ser aceitos e reconhecidos globalmente. Cada um faz o que considera ser o melhor. Frequentemente os conceitos e crenças dos fundadores ou dos líderes de cada denominação ou agência missionária determinam como são realizados os programas de treinamento. Um professor e líder de missões afirmou publicamente que ele havia treinado pessoalmente mais de 15 mil pastores para o ministério; cada um recebeu cerca de seis semanas de treinamento, e eles foram ordenados pastores pelo líder de missões. Tanto ele quanto seu conselho acreditam que esse treinamento é suficiente. Há inúmeros exemplos assim ao redor do mundo. Seria melhor se todos os programas de treinamento informais para líderes evangélicos de igrejas tivessem diretrizes e critérios claros reconhecidos mundialmente, com foco em resultados baseados na Bíblia.

O ministério da Re-Forma

No meu papel de vice-presidente do Overseas Council International, com a responsabilidade de auxiliar instituições teológicas em países em desenvolvimento, tive o privilégio de visitar e trabalhar com cerca de 500 instituições formais e informais. Algumas são muito eficientes; outras, não tanto. Contudo, quando fui confrontado com o fato de que mais de 90% de todos os pastores (e muito provavelmente também professores da Bíblia, missionários e outros obreiros cristãos) não foram treinados em uma instituição teológica formal, senti um imenso pesar. Eu descobri que, atualmente, o maior dilema do cristianismo é o problema da insuficiência ou falta de treinamento de pastores e líderes.

Não poderíamos resolver esse problema se multiplicássemos por dez a capacidade de treinamento teológico formal. Isso não seria possível, considerando que muitos líderes cristãos nos países em desenvolvimento não possuem tempo nem recursos financeiros para dedicar dois ou três anos aos estudos. Estabelecer diretrizes ou critérios específicos e significativos para pessoas envolvidas no ministério – uma base essencial para todos aqueles envolvidos na liderança cristã – parece ser a melhor resposta. Não importa se uma pessoa frequentou uma escola missionária ou instituto bíblico por três anos, se fez um curso online ou se concluiu um programa intensivo supletivo autodidata. O que importa é o resultado – se a pessoa atingiu os padrões básicos de prontidão para o ministério bíblico. Nunca houve normas internacionalmente reconhecidas, baseadas em resultados, que se aplicassem aos líderes cristãos desprovidos de treinamento teológico formal.

Nosso principal propósito era estabelecer uma série de critérios sucintos e de fácil compreensão que pudessem ser aplicados globalmente aos líderes cristãos.

Para suprir essa necessidade, eu fundei a Re-Forma em 2016. Comecei reunindo um grupo de especialistas em treinamento pastoral e líderes de igrejas do mundo todo. Nosso principal propósito era estabelecer uma série de critérios sucintos e de fácil compreensão que pudessem ser aplicados globalmente aos líderes cristãos. A Re-Forma foi registrada legalmente na Alemanha em 2019 e, em 2020, na África do Sul. Planejamos obter os registros legais na América do Norte, Ásia e América Latina nos próximos três anos. O Dr. Reuben van Rensburg atua como diretor de projetos em tempo integral para a organização, e contamos com mais membros de equipe em diversas localizações. [8]

 

Suprindo uma necessidade

A Re-Forma existe para:

  1. Estabelecer critérios e orientações baseados em resultados e reconhecidos mundialmente, para todos os ministérios bíblicos.
  2. Ajudar e encorajar programas de treinamento globais e locais já existentes que não fazem parte de instituições de treinamento formais. Fazemos isso oferecendo uma lista de áreas de instrução e resultados necessárias.
  3. Fornecer um Certificado Re-Forma de Treinamento Bíblico para o Ministério – subscrito também pela Aliança Evangélica Mundial – àqueles que demonstrarem ter atingido os requisitos necessários para certificação.
  4. Fornecer os mesmos resultados e orientações da Re-Forma que podem ser usados para novos crentes, novas igrejas e, especialmente, quaisquer novos programas de treinamento.
  5. Melhorar a eficiência e o alcance dos diversos programas e agências de treinamento, assim como a qualidade de suas redes.

Para a Re-Forma, a questão principal é que cada pastor ou líder de igreja tenha uma base de conhecimentos bíblicos sólidos, aplicáveis a cada um dos principais aspectos do ministério cristão.

Resultados-chave

A Re-Forma estabeleceu 35 resultados básicos que cada obreiro deve dominar. Estes resultados são simples e fáceis de medir. Os institutos bíblicos, as escolas missionárias ou os programas online podem aplicá-los como parte de seu currículo e materiais de ensino. Até mesmo indivíduos podem aprender esses pontos de forma autodidata. Estes resultados podem ser transferidos com facilidade para uma cultura baseada na oralidade e seu povo.

A melhor analogia para a abordagem da Re-Forma seria aquilo que acontece quando alguém quer obter uma carteira de motorista. Não se pergunta aos candidatos que autoescola eles frequentaram, quem lhes ensinou ou quanto tempo passaram aprendendo a dirigir. Em vez disso, eles fazem uma prova (tipicamente com uma parte escrita e outra prática). A intenção verdadeira é: “Mostre que você sabe dirigir direito e que atende a todos os requisitos importantes de trânsito”. A Re-Forma usa esta mesma abordagem ao fazer 35 perguntas-chave para determinar se uma pessoa sabe como atuar em um ministério cristão baseado na Bíblia.

A Re-Forma estabeleceu

35

resultados que cada obreiro deve dominar


5

categorias:

1. Conhecendo as escrituras

2. Vivendo pela fé

3. Evangelização

4. Ouvir e incentivar

5. Fé confiável

Cada candidato que se inscreve para um certificado Re-Forma é testado por um facilitador local treinado. A Re-Forma reúne os facilitadores em diversos países e regiões para treiná-los a fim de avaliarem grupos de alunos de acordo com os resultados da Re-Forma. Frequentemente, o líder ou diretor de um programa de treinamento também atua como facilitador. Os treinadores já estão familiarizados com os critérios da Re-Forma e, em alguns casos, estão formando programas de instrução baseados em nossas orientações/resultados/critérios.

Os 35 resultados são divididos em cinco categorias essenciais para o ministério. Elas abrangem todos os aspectos teóricos e práticos que um pastor precisa conhecer hoje. As categorias são:

  1. Conhecendo as escrituras – geralmente chamadas de Teologia Bíblica, Pesquisas do Antigo Testamento e do Novo Testamento.
  2. Vivendo pela fé – geralmente chamado de Teologia Prática, Hermenêutica, Ministério Infantil, Administração da Igreja, Relacionamentos.
  3. Evangelização – também chamado de Missões ou Discipulado.
  4. Ouvir e incentivar – geralmente chamado de Aconselhamento, Família.
  5. Fé confiável – geralmente chamada de Teologia Sistemática, Ética, História da Igreja, Mordomia.

Cada categoria possui sete resultados específicos. Os 35 resultados estão detalhados em nosso site, www.re-forma.global, juntamente com materiais e comentários complementares. Ele também oferece materiais e orientações para pastores e líderes de igrejas no sul global que possuem programas de treinamento novos ou planos para lançar um programa.[9]

Mais de mil grupos diferentes já estão participando do programa Re-Forma.

Resultados efetivos

Mais de mil grupos diferentes (faculdades, institutos bíblicos, instituições de treinamento missionário, programas de liderança eclesiástica) já estão participando do programa Re-Forma. Diversos grupos denominacionais, grupos locais independentes e programas de treinamento internacional acreditam que nossos 35 critérios são diretrizes úteis. Para a igreja que cresce rapidamente no sul global, a Re-Forma ajuda ao oferecer liderança com treinamento bíblico. Os critérios baseados em resultados estão sendo usados por incontáveis pastores que terminaram seu treinamento teológico há anos, mas que não tiveram tempo para aprofundar seus estudos. É um proveitoso curso de reciclagem para educação continuada.[10]

Observações finais

A Re-Forma já recebeu muito retorno positivo de alunos que se formaram e confirmaram que alcançar os 35 resultados transformou seu ministério. Assim como em todos os programas, é necessário avaliar e fazer os ajustes apropriados, mas os dados atuais indicam que os resultados Re-Forma estão suprindo uma grande necessidade do treinamento ministerial informal e não formal.

Esperamos que organizações e instituições no mundo todo possam aprender com o conceito e modelo apresentado para que muitos líderes mais possam se equipar efetivamente para o ministério.

Notas

    1. These numbers came from a presentation by Dr Ramesh Richard at the GProCongress in Bangkok Thailand in 2016. He referred to the research done by The Center for the Study of Global Christianity, located at the Gordon Conwell Theological Seminary in Wenham, MA https://www.gordonconwell.edu/center-for-global-christianity/research/quick-facts/
    2. No treinamento não formal, os alunos estudam em instituições, escolas bíblicas e programas de igrejas específicas que não oferecem programas formais e aprovados. O treinamento informal acontece ao se observar, praticar, realizar estágios etc.
    3. Manfred Waldemar Kohl, The Church in the Philippines-A Research Project with Special Emphasis on Theological Education (Manilla, Philippines: OMF Literature Press, 2005) 22-31.
    4. As an example, the Formal Evangelical Theological Seminary BEST in Bangui Central Africa regularly invited the leaders and teachers of Bible schools and other ministry training programs in the country, for a week of lectures, as well as mentoring, advising, and helping. The entire faculty of BEST is involved in this program on a regular basis. This project is encouraged and partially funded by organizations like Overseas Council International and others.
    5. The GProCongress took place at Bangkok Thailand in 2016, with an excellent follow-up program by RREACH (Ramesh Richard Evangelism and Health), led by Dr Ramesh Richard, Dallas, Texas. TOPIC (Training of Pastors International Coalition) is an organization that works in conjunction with RREACH. The Global facilitator of TOPIC is Pastor Al Bridges. See also the article by Dr Ramesh Richard at https://lausanne.org/content/lga/2015-09/training-of-pastors.
    6. More information about GACX can be found at www.gacx.io. See its Vision in Action at https://vimeo.com/336239727
    7. Nota da Editora: Veja o artigo de Brian E. Woolnough intitulado “Repensando a educação nos seminários”, na edição de setembro de 2019 de Análise Global de Lausanne, disponível em: https://lausanne.org/pt-br/recursos-multimidia-pt-br/agl-pt-br/2019-09-pt-br/repensando-educacao-nos-seminarios
    8. List of all the staff, board, and advisory council is available on the Re-Forma website www.re-forma.global.
    9. Re-Forma material has already been translated into 20 languages. Re-Forma plans to identify local representatives in most areas of the world. The leadership of Re-Forma (board, staff, and advisory council) comprises more than 40 theologians and church leaders from around the world.
    10. For individuals who are not involved in an established program, Re-Forma also has a specially designed online program, www.re-forma.global/online-program.

Crédito das fotos

Photo by Jonathan Simcoe on Unsplash

Photo by Aaron Burden on Unsplash

Photo by Melyna Valle on Unsplash

O Dr. Manfred Waldemar Kohl vive na Nova Escócia, Canadá. Ele faz parte do Movimento de Lausanne desde seu início, em 1974, e participou de todas as conferências. Ele atua como cocatalisador para a Rede Temática de Anticorrupção. Há cinco anos, ele fundou a Re-Forma, uma organização que estabelece padrões e resultados/diretrizes para o treinamento de pastores e líderes de instituições globais de treinamento teológico informais ou não formais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*